Guia de verão em Vancouver, parte 2

Na parte 2 do nosso guia de verão (clique aqui para ler o Guia de verão em Vancouver, parte 1), você vai encontrar opções de atividades que ficam localizadas em North Vancouver (é preciso pegar o Seabus – ferry que leva até o outro lado da ilha), a aproximadamente 30-50 minutos do centro de Vancouver. São todas de fácil acesso via transporte público e a vista durante o caminho é recompensa bônus!

Capilano Suspension Bridge Park
É lá que você encontra e atravessa a maior ponte pensil do mundo. Com 173 metros de comprimento e a 70 metros de altura, ela passa sobre o Capilano River e é um must go. Além da ponte você pode passar por trilhas, se aventurar por cima das árvores (as treetops adventure) e conhecer a coleção de totens indígenas.

Lynn Canyon Park
Esse parque também possui uma ponte suspensa (50 metros acima do canyon) que pode ser atravessada a pé. Para quem gosta de fazer trilhas essa é a melhor opção e uma delas pode te levar a uma piscina natural maravilhosa! Tire o dia para apreciar a natureza e recarregar as energias. 

Lighthouse Park
Para os amantes da natureza, opção de verde é o que não falta em Vancouver. Esse parque, além de trilhas, conta com um farol e uma vista maravilhosa! Reúna os amigos e combinem um piquenique ou traga a família para aproveitar a tarde relaxando em meio a uma natureza exuberante.  

Deep Cove
Esse lugar paradisíaco fica a apenas 30 minutos do centro de Vancouver e parece cenário de filme. A vista do mar com as montanhas ao fundo é de tirar o fôlego.  Reserve um dia para curtir o visual,  fazer um piquenique com os amigos ou alugar um caiaque para se aventurar na água.

Grouse Mountain
A atividade preferida dos canadenses no verão é fazer a trilha da Grouse Grind que leva até o topo da montanha. Muitos deles são atletas e praticam a subida toda semana para treinar e também para tentar bater o recorde (23 minutos e 48 segundos foi o tempo que demorou para um canadense de 23 anos subir em agosto de 2010). Só para vocês terem uma noção, a trilha para subir a montanha tem 2.9km (2830 degraus!) e quando eu fui eu demorei 2 horas e 14 minutos para subir! Mas para que passar por esse sofrimento todo? A vista lá de cima é o maior prêmio para quem resolve se aventurar natureza a dentro (ou seria natureza acima?). Como no dia que eu subi estava nublado, o único prêmio que eu ganhei foi orgulho de mim mesma (uhul), mas vou botar uma foto do verdadeiro prêmio aqui para vocês se inspirarem. Na volta você paga CAD 10 para ir relaxando e admirando a vista da cidade gôndola a baixo. Quem não quiser fazer a trilha, mas quiser admirar a vista pode pagar (por volta de 40 dólares) para subir de gôndola também.

Nada mal para um verão no Canadá né?

Deixe uma resposta