Sustentabilidade na moda: por onde começar?

 

Falar de sustentabilidade na moda pode parecer de outro mundo, a coisa mais difícil e distante da sua realidade nesse momento, mas peraí. Falar de sustentabilidade, especialmente no meio fashion, está se tornando sinônimo de urgência, e posso até abordar os motivos disso em outro post, mas a verdade é que não podemos mais fechar os olhos e fingir acreditar que está tudo ok.

Desde que me interessei pelo assunto de vida minimalista, ética e sustentabilidade na moda vieram logo em seguida. O primeiro passo foi destralhar o guarda-roupa e, consequentemente, a ficha caiu: eu consumia muito mais do que eu precisava para viver e ser feliz. Moda sempre foi um assunto do meu interesse, então naturalmente, comecei a me informar sobre o que estava acontecendo nesse mercado. Como as roupas iam das passarelas para as araras das lojas tão rápido? Como uma blusa pode custar 10 reais? Quem faz essas roupas? Para onde vai esse tanto de roupa que eu não quero mais?

Você pode não ter o mesmo nível de interesse por moda como eu, mas se você é consumidora ativa desse mercado, está na hora de parar, se informar e refletir sobre suas ações e os impactos que elas podem causar no mundo. A ideia aqui não é falar sobre meio ambiente, mundo verde ou o bla bla bla que você deve achar que sustentabilidade é. A ideia aqui é te mostrar na prática, 4 fatores que passam despercebidos, mas que podem fazer uma diferença enorme na maneira como você pensa sobre o assunto, olha só:

Comunidade

Sim, nós vivemos em comunidade e nos relacionamos com outras pessoas, com empresas e até indústrias. Todas as nossas ações e as ações dos outros geram um impacto, positivo ou negativo, direto ou indiretamente, nas nossas vidas e no mundo. Se todo mundo pensasse em conjunto, se nós consumidores, designers, produtores, fabricantes e indústrias nos juntássemos para criar soluções possíveis em prol de um resultado positivo, já teríamos meio caminho andado.

Empatia

É simples, mas requer esforço e pausa. Parar um pouquinho para se colocar no lugar do outro, entender o que o outro está sentido e agir a partir daí. Quanto custou essa blusa que você está usando hoje? Quanto será que a pessoa que costurou essa blusa ganhou pelo serviço? Como você se sentiria se fosse você no lugar dela?

Participação

A nossa participação não acaba quando pagamos pela roupa e levamos ela pra casa. Nossas escolhas continuam durante toda a vida útil daquela peça, inclusive na hora de descartá-la. Para gerar mudança, por mínima que seja, só precisamos nos conhecer nossas opções e fazer as melhores escolhas. Se informar sobre como cuidar para ter as roupas por mais tempo, quais tecidos escolher para investir em peças duradouras, quais opções eu tenho com as peças que eu quero desapegar, é melhor vender, doar ou reciclar?

Recursos

Para produzir qualquer coisa você vai precisar de recursos. Eles podem ser os mais variados possíveis, e quando falamos de moda, eles podem ser conseguidos na natureza ou produzidos pelo homem. Os que a gente consegue extrair da natureza são finitos, ou seja, se não cuidados, uma hora vão acabar. Isso vale para todos os recursos que você usa no seu dia a dia. Já parou pra pensar quanto lixo você produz, quanto gasto desnecessário você tem sem nem dar conta? O segredo aqui é reduzir. Reduzir o desperdício > reduz o consumo > reduz o impacto. win win win!

Quatro visões simples que podem fazer uma baita diferença, viu só? O segredo está na pausa e na mudança de pensamento. Parar para se informar, conhecer suas opções como agente no mundo, fazer as melhores escolhas e começar tudo de novo. A mudança no pensamento é mais difícil, confesso, mas o segredo está na prática e na ação.

Se identificou com algum dos 4 fatores que eu falei? Escolha um e faça uma mudança hoje mesmo. Qualquer coisa pequenininha já faz uma diferença enorme, pense nisso!

PS: Me inspirei na autora Suzi Gablik para compartilhar esses fatores com vocês. Se quiserem saber mais sobre isso, vale dar um google nela!

4 Comment

  1. Oi Luiza, tudo bem? Cada vez me interesso mais por estas questões voltadas ao consumo consciente e sustentabilidade. Mas sempre me vejo um pouco perdida sobre quais escolhas fazer. Eu tenho um app chamado Moda Livre que classifica algumas marcas referente à produção das peças de roupas, mas ainda são poucas marcas avaliadas. Vc conhece algum outro aplicativo neste sentido? Beijo e parabéns pelo conteúdo tanto do blog quanto do canal, sou uma grande fã do seu trabalho!

    1. Oi Aline, tudo bem? Que legal, tenho o seu app! 🙂 Não conheço nenhum outro nesse sentido, mas fico feliz de ter você por aqui! Obrigada, beijo!

  2. Thanks, great article.

    1. Thanks 🙂

Deixe uma resposta